quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Passeio Ciclístico (Estação DP)

PASSEIO CICLÍSTICO (Estação DP)
Saída: Sábado, dia 29, às 18h
Local: Praça da Dom Joaquim
Chegada: Praça da Dom Joaquim
Roteiro : Dom J. , Andrade Neves, Av. Bento Gonçalves, G. chaves, Dom Pedro, Santa Cruz, Av. Bento Gonçalves, Anchieta, Dom Joaquim.
Inscrição: NA HORA
OBS: Haverá SORTEO DE BIKE E BRINDES?
Organização: MUBPel (Movimento dos Usuários de Bicicleta de Pelotas) - Diário Popular
Apoio: Site Pinha Livre - Prefeitura Municipal de Pelotas (SSTT)

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Bicicletada dia 20/11

Dia 20 de novembro, bicicletada com concentração na Catedral SFP, às 21h, inscrições: 1Litro de Leite
Após, sorteio de uma bicicleta e vários brindes.
A atividade faz parte das ações do Movimento Negro de Pelotas em comemoração à Semana Nacional da Consciência Negra.
Promoção: A ONG Grupo de Apoio ao Esporte e à Cultura (GAEC) e o Movimento de Usuários de bicicleta de Pelotas (MUBPel)
Apoio: Prefeitura Municipal de Pelotas
Fone para Contato: Sérgio Dorneles - 84273039

Observação: Esta bicicletada é a prevista para o dia 16 que foi transferida

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Ciclovia em São Lourenço

São Lourenço-RS, a agradável cidade à beira da Lagoa, dá um exemplo que merece ser seguido. Graças a recursos em parte do governo federal, em parte do município, estende ciclovias pela cidade. Verdadeiras ciclovias e não, tão sómente, aproveitamento de vias já existentes. Na foto vemos a que se encontra já na entrada da cidade. Parabéns à administração que decidiu investir nesta opção. Alô Rio Grande, alô Pelotas, alô todas as cidades de nossa região, o exemplo está dado, vamos seguir. Pelotas, especialmente, se tivesse destinado 1% dos recursos recentemente aplicados em asfaltar algo em torno de 70 km de vias, entre as quais ruas de trânsito lento ou de pavimentação de pedras regulares em áreas históricas, poderia ter feito algumas destas ciclovias.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Passeio Ciclístico

Domingo dia 16/11 , às10h , saída do altar da pátria, por motivo do Dia de Mobilização da Consciencia Negra (20 de novembro)
Sorteio de bike, inscrições no local mediante 1 litro de leite para APECAN.

domingo, 2 de novembro de 2008

Acidente na Ferreira Viana

Ontem, sábado dia 1º de novembro, acompanhei parte do atropelamento de um ciclista por uma motocicleta. Ao que consta a moto teria se chocado com a traseira da bicicleta supostamente por esta ter invadido parcialmente a direção em que aquela se deslocava.
Estas situações, muitas vezes, são difíceis de caracterizar e deve-se rezar para que os prejuízos físicos e materiais sejam os menores possíveis.
No caso o ciclista, que carregava compras, entre as quais leite que ficou derramado, teve algumas escoriações mas a discussão, no momento em que cheguei no local, estava estabelecida em torno de responsabilidade por reparações.
Intervi fazendo as fotos e procurando me colocar, sem perder a isenção, do lado mais fraco evidentemente o ciclista. Ao final, depois de algumas intervenções com defesas contrárias, ficou combinado que seria pago o prejuízo do ciclista.
O que fica evidenciado mais uma vez, no episódio, são as condições extremamente perigosas para o trânsito de bicicletas na avenida fato que deve perdurar até que se crie naquela via uma condição mais favorável para os ciclistas.
(fotos: acima o estado em que ficou a bicicleta; abaixo a cena do acidente; o carro que aparece na foto parou para dar assistência)

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

A bicicleta e os candidatos

André Pasqualini de São Paulo "atropelou" os candidatos a prefeito , durante o cumprimento da agenda deles, e obteve duas interessantes entrevistas sobre o emprego da bicicleta.
Entre outras indagações tenta convencer Marta e Kassab a empregarem a bicicleta pelo menos uma vez por semana, depois por mês, mas os candidatos se mostram relutantes....
Acompanhe

http://br.youtube.com/watch?v=rz9fS2FpPPc

http://br.youtube.com/watch?v=tLanCQDmPAI

Em Pelotas o tema da bicicleta não chegou a avançar muito nas propostas de campanha eleitoral a não ser por algumas referências sem muito destaque.
Campanha eleitoral, de resto, muito pouco elucidativa.
Saudações Ciclísticas

P.R.Baptista
PINHA LIVRE

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Cada asfalto uma ciclofaixa

O Guto avisa que foi lançada na Faurb ( Faculdade de Arquitetura e Urbanismo) a campanha "Cada asfalto uma ciclofaixa" .
Já que se derramou tanto asfalto pela cidade e os automóveis passaram a se sentir mais donos do espaço urbano, muito oportuna a idéia de tentar reservar uma parte deste espaço para as bicicletas. Segue o botton da campanha que pode ser adquirido, a 2 reais, na própria Faurb.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Calvin e a garrafinha

O Horacio ( de quem o Poti pensava que eu era o alter ego ) enviou para o PINHA LIVRE este quadrinho. Não sei porque mas fiquei com o sentimento de que se trata de uma espécie de advertência. Por via das dúvidas, talvez fôsse prudente sempre ficar atento e , especialmente se estiver de capacete, o que é frequente, ter a garantia de que ele não empunha uma garrafinha...
Fonte: O Melhor de Calvin / Bill Watterson

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Marcus Cunha promove Pedalada

Dentro de sua proposta de apoiar o emprego da bicicleta, MARCUS CUNHA, integrante e colaborador do PINHA LIVRE, une o útil e o agradável e sai à frente de uma Pedalada de campanha para vereador.
Numa eleição para prefeito e vereadores de Pelotas, pobre em termos de discussão do papel da bicicleta no transporte e em meio a um recente frisson asfalto-automobilístico incentivado pela administração municipal, a disposição do Marcus em colocar-se como um defensor de nossa causa é digna de registro e de apoio. Com direito à foto.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

" Na frente uma carroça"

Com as campanhas eleitorais entrando em sua fase decisiva, os candidatos começam a tentar tirar coelhos das cartola.
O site Pinha Livre tem acompanhado até este momento estas manifestações de forma equidistante mas algumas intervenções não podem passar sem um comentário ( uma que passou meio por alto foi o convite, em razão do asfaltamento, a que os ciclistas se sentissem incentivados a transitar pelo centro) .
Esta noite no horário eleitoral um candidato a prefeito, quero crer bem intencionado mas talvez desinformado, refere-se à "ciclovia" do Fragata como obra de seu governo. Vou procurar ver mais detidamente esta intervenção pois confesso que não entendi.
Até onde tenho conhecimento e, como eu, creio que todos os moradores de Pelotas, é que a referida "ciclovia" é, de fato, o aproveitamento de uma faixa de ônibus existente há décadas e que nunca foi aproveitada como tal. Ali, portanto, nada se criou e circulam pedestres, ciclistas e, inclusive, motocicletas, livremente.
Quanto às ciclofaixas do Laranjal e da Andrade Neves, especialmente esta última, embora sem dúvida importantes ( e isto manifestei inclusive através da imprensa) têm vários descobramentos que não permitiriam de forma muito inconteste caracterizá-las como constituindo parte de uma política de governo que olhe o emprego da bicicleta como prioridade.
Estes desdobramentos aos quais me refiro foram acompanhados pelos integrantes do Movimento de Usuários de Bicicleta de Pelotas os quais participaram de vários reuniões e intervenções , algumas das quais com a presença do Secretário de Transportes, e que são sabedores das dificuldades e obstáculos enfrentados , muitos, aliás, enfrentados pelo próprio Secretário.
Só a título de exemplo destes obstáculos, transcrevo manifestação do vereador Mansur Macluf feita no plenário da Câmara de Vereadores, a respeito da implantação da ciclofaixa da Andrade Neves

Queriam implantar na Rua Andrade Neves, o que traria reais prejuízos; estacionamento proibido de um lado, estacionamento proibido de outro lado e aimplantação da faixa de 1,90 metros, o que estreitaria a rua. Se um veículo partisse da Dom Joaquim em direção ao centro e viesse na frente uma carroça (o grifo é nosso), seria um cortejo quase que fúnebre, não teriam condições de ultrapassar. Essas coisas todas têm que ser avaliadas para dar um perfeito fluxo no trânsito, para trazer segurança aos nossos ciclistas, aos pedestres, e aos motoristas também. Foi alterado, foi modificado, suspensa a implantação dessa ciclovia, um novo modelo está sendo estudado, mas a comunidade reage. Digo isso porque estiveram aqui presentes, e quando existe apresença da comunidade em plenário, existe a sensibilidade dos Vereadores para o reexame da matéria, para reconduzir aos engenheiros de trânsito da nossa cidade no sentido de examinarem amplamente e verem as condições da aplicabilidade deste modelo na cidade de Pelotas.

Há outros exemplos. A ciclofaixa da Andrade Neves, aliás, pode-se dizer modesta em termos do investimento feito, é rica, no entanto, em lições a respeito da forma do pensamento oficial ,ainda muito preponderante, lidar com a questão de destinar mais espaço para os ciclistas dentro do trânsito.
Pensamento que deve ser analisado não à luz do discurso eleitoral mas das práticas ao longo do tempo.

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Campanha com Pedalada

Marcus Cunha, candidato a vereador em Pelotas pelo PSB, inclui em sua campanha uma pedalada a ser realizada dia 31 de agosto.
O candidato é integrante há bastante tempo da lista do PINHA LIVRE e tem participado de promoções do Movimento de Usuários de Bicicleta de Pelotas.
Abaixo o cartaz de divulgação do evento.

terça-feira, 29 de julho de 2008

Imagem do Dia

Sob a legenda " O ciclista, que carrega uma criança ignora o perigo e cruza a avenida Ferreira Viana em direção ao prolongamento da São Francisco da Paula num momento de intenso fluxo de veículos" a edição de 28 de julho de 2008 do Diário Popular ( Pelotas) estampa na Seção Imagem do Dia a foto acima na qual aparece o citado ciclista.
As circunstâncias precisas da ação do ciclista não ficam bem esclarecidas na foto de modo que não se pode avaliar com propriedade o perigo aludido.
Na realidade, embora possa até se ter esta impressão de grande risco, a foto por si só não permite avaliar plenamente o fato.
Mas, por outro lado, chama a atenção o reiterado enfoque que é dado às supostas ações temerárias e irresponsáveis dos ciclistas os quais, segundo este enfoque, além de arriscar suas próprias vidas, comprometem também a segurança e a qualidade do trânsito como um todo e, em especial, no tocante aos veículos motorizados.
No exemplo em questão a irresponsabilidade do ciclista é apontada como de tal grau que junto a si “carrega uma criança”.
O que se deixa de registrar são as ainda precárias condições de infraestrutura para que os ciclistas possam se deslocar sem correr estes riscos e perigos que são acusados de enfrentar.
De fato, o maior perigo enfrentado origina-se nas políticas públicas costumeiras no Brasil que insistem em ignorar a existência deste segmento de usuários das vias de transito enquanto fazem investimentos vultosos em obras que visam favorecer quase que exclusivamente aos automóveis.
Transporte coletivo, pedestres e ciclistas são atores que parecem ter apenas um papel secundário neste cenário.
No caso de pedestres e ciclistas, se ousarem cruzar o caminho dos automobilistas , isto passa a ser um perigo que correm por sua própria conta.
Seria, por outro lado, pelo menos compensatório se através da Fotografia, tão importante e destacada em alertar para questões cruciais da sociedade, se pudesse igualmente mostrar outros ângulos mais favoráveis da presença dos ciclistas em nosso meio.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Ciclotur Nova Cascata

Video do Ciclotur realizado dia 13 de julho. Foi produzido por Maicon Nachtigall e enviado pelo Horacio . A trilha é "Foo Fighters - Times like these"
( I, I'm a one way motorway
I'm a road that drives away
And follows you back home ) .
Como se pode observar há longos aclives, bem conhecidos dos que fizeram o Audax em 2007, em que alguns participantes, menos preparados, precisam caminhar.
No Parque Nova Cascata, destino final do ciclotur, realizava-se neste mesmo dia a 6ª Etapa do Campeonato Zona Sul de MTB . Um dia cheio para os ciclistas da região.
O grupo, escoltado pela Guarda de Trânsito e mais reduzido do que de costume, é conduzido pelo Horacio ( na retaguarda) e pelo Sandro puxando o bloco.
O tempo estava ótimo e o céu, confirmando a previsão divulgada tres dias antes no site, azul.
Bela pedalada!





quinta-feira, 10 de julho de 2008

Céu Azul

Se vamos ter céu azul não dá para garantir, a previsão é que não tem chuva no dia do ciclotur Nova Cascata.
Precipitação zero!


segunda-feira, 7 de julho de 2008

Ciclofaixa da Andrade Neves: Considerações

A ciclofaixa da Andrade Neves, praticamente a única iniciativa tomada até agora para facilitar a circulação de ciclistas na área central ( e, no caso, nem tão central) tem sido alvo de algumas críticas em função de uma alegada não utilização por parte dos maiores interessados, os próprios ciclistas.
A edição deste domingo, 6 de julho, do Diário Popular, volta a atacar este ponto na seção Imagem do Dia, em que se estampa a foto de um ciclista circulando pela General Osório o qual, de acordo com a legenda, "desafia o trânsito".

Seria à esta altura oportuno lembrar que:

1) a ciclofaixa da Andrade Neves é MUITO utilizada pelos ciclistas; basta observar o movimento naquela rua por uns poucos instantes;

2) embora seja recomendável que os ciclistas, que circulam no sentido norte-sul, a empreguem, não podemos considerar o fato de que isto pode implicar, em muitos casos, em alteração de trajeto dependendo de onde se venha e para onde se vá. Ou seja, não podemos entrar na lógica (cabe ressalvar que caso diferente é o dos que já se encontram circulando pela Andrade Neves) de que todos os ciclistas que circulam no sentido norte-sul devam percorrer a ciclofaixa, porque, de certa forma, isto é entrar na lógica dos que continuam a entender de que os automóveis devem ser donos absolutos das ruas, inclusive para estacionamento. Aliás, o maior problema que se enfrenta no trânsito pode nem ser, até este momento, o número crescente de automóveis, mas o espaço descomunal que deve ser reservado nas vias para o estacionamento! Espaços que deixam de ser destinados para a CIRCULAÇÃO!

Concluindo, destacaria que é preciso estar atento ao argumento, que tem sido explorado por alguns setores, de que a ciclofaixa não é utilizada pelos ciclistas ou que eles devam ser impelidos, de forma mais ou menos compulsória, a utilizar a ciclofaixa.
Os que não a usam podem ter razões que precisam ser analisadas e podem não ter a ver, necessariamente, com uma suposta falta de conscientização.
Como princípio diria que estão faltando ciclofaixas e não é a única existente que vai ser a solução final e definitiva.

quinta-feira, 3 de julho de 2008

CICLOTUR – PARQUE NOVA CASCATA

DATA: 13 DE JULHO- DOMINGO
SAÍDA: JL CASARIN (Avenida Bento Gonçalves esquina Marechal Deodoro)
HORÁRIO: 9h
INSCRIÇÃO: Antecipadamente na JL CASARIN, (R$ 8,50 almoço: Frango, saladas, massa, feijão)
DESTINO: PAQUE NOVA CASCATA http://www.parquenovacascata.com.br/
OBS: Chegando ao parque almoçaremos e assistiremos a premiação dos atletas que participam da Etapa Zona Sul de MTB. http://www.ulcmtb.com.br/
Acompanhará o CICLOTUR um carro de apoio com água e mecânico de bicicletas, e POLÍCIA FEDERAL.
Haverá sorteio de brindes para os ciclistas de capacete.
( informações enviadas pelo Horacio)

terça-feira, 1 de julho de 2008

Zona Sul de MTB - 6ª Etapa

O Campeonato Zona Sul de MTB está a todo vapor ou, mais adequado, a todo pedal.
Entre os organizadores o integrante do PINHA LIVRE, Dirceu Hartwig, dirigente da União Lourenciana de Ciclistas.
Dia 13 os participantes do Ciclotur Parque Nova Cascata poderão acompanhar de perto o desenrolar deste torneio pois a Sexta Etapa ocorrerá no mesmo local.
A Quinta Etapa, realizada em Canguçú dia 22 de junho (foto), reuniu 61 pilotos de 11 municípios, enfrentando um frio de 6° C.
Parece que não apareceu nenhum adepto do World Naked Bike Ride...


INFORMAÇÕES :

08:00 hs Início da concentração - 09:15 hs Encerramento das inscrições09:30 hs Largada de todas as categorias - SEM ATRASO12:00 hs Almoço no Restaurante do Parque Nova Cascata13:30 hs Entrega da premiação
INSCRIÇÕES: antecipadas ON-LINE no site www.ulcmtb.com.br .

No local do evento até ás 09:15 hs. Faça sua inscrição antecipada.

VALORES = até dia 10/07: R$ 15,00 para todos os atletas

dia 11/06 ou após: R$ 20,00 para todos os atletas.
Mais informações: CARLOS BARCELLOS – 53.32253150 – 53.91440301 dirceu.sls@gmail.com – 53.8403.7661 – 53.3251.3756

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Parque Nova Cascata

Esta foto é da entrada do Parque ( parece-me que antiga) destino do Ciclotur que está sendo programado para o dia 13 de julho e no qual, também, está prevista a realização da sexta etapa do Campeonato Zona Sul de MTB .
As informações fornecidas pela administração do Parque afirmam que possui área arborizada de 9 hectares com espaço para o para lazer e gastronomia.
Endereço: BR 392 Km 88 – 5º Distrito - Cascata
Distância dde Pelotas: 17 Km
Acessos (RS/BR): BR 392- Estrada de Canguçu
Telefones para informações: (53) 3277 5656
Atividades oferecidas: Galeteria;Café Colonial;Produtos artesanais;Túnel decorado;1 quadra para vôlei;2 para futebol;Pomar;Animais pequenos;
É bom lembrar que a distância, embora pequena, inclui trechos com razoável elevação.
Afinal, é a serra pelotense que andou meio esquecida mas, agora, aos poucos, parece voltar a despertar a atenção para os seus inúmeros atrativos.
Sua plena exploração de bicicleta, no entanto, parece exigir ciclistas de mountain-bike e dos mais dispostos e preparados.
Algo, talvez, isto a julgar por informações que me foram repassadas, do tipo Picada Café.
Experiência, assim, bem distinta da que nós, simples mortais ciclistas da planície e de vias pavimentadas, estamos acostumados a vivenciar.

sexta-feira, 9 de maio de 2008

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

domingo, 13 de janeiro de 2008

Protesto em São Paulo


'Pendurar bicicletas é interessante', diz representante da PrefeituraPara chefe de gabinete da Secretaria de Verde e Meio Ambiente, protesto merece elogios. Ciclistas penduraram bicicleta em poste para reclamar de mortes no trânsito.

A bicicleta pendurada em um poste na Avenida Luiz Carlos Berrini em protesto contra o alto número de ciclistas mortos no trânsito de São Paulo foi bem vista pela Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente. Para o chefe de gabinete da pasta, Hélio Neves, a iniciativa é uma boa maneira de se chamar atenção para o problema do trânsito na capital.
"Pendurar bicicletas é interessante, chama bem a atenção e desperta as pessoas para um problema que afeta também o pedestre e quem anda motorizado", afirma o chefe de gabinete. "Temos essa percepção de que o transporte individual em carros só agrava o problema. A frota aumenta exponencialmente, o trânsito vai piorar e não adianta abrir mais vias, mais ruas. Não é assim que se resolve o problema. A bicicleta pode vir a ter um papel bastante importante", defende.
Os ciclistas que penduraram a bicicleta em um poste têm realizado diversos protestos na cidade, incluindo a pintura no asfalto em faixas das principais avenidas. A bicicleta pendurada foi toda pintada de branco e está bastante danificada. Um ciclista morreu em agosto de 2006 próximo ao local escolhido. No exterior, esse tipo de protesto é bastante comum e as bicicletas são chamadas de "ghost bikes" ("bicicletas fantasmas").

"É uma demonstração legítima e interessante de um grupo de cidadãos que querem que se valorize o transporte mais sustentável e têm buscado sensibilizar a sociedade como um todo", diz o representante da Prefeitura. "Nossa intenção é tentar aumentar a integração do ciclista com o transporte coletivo. É um processo que está começando. E nossa secretaria é totalmente favorável ao uso de transportes alternativos."
Daniel Santini/G1A primeira 'bicicleta fantasma' da cidade foi instalada em um poste da Avenida Luiz Carlos Berrini, próximo ao local onde um ciclista morreu em agosto de 2006. (Foto: Daniel Santini/G1) Espaço reduzidoA Secretaria do Verde e do Meio Ambiente conta com um grupo de trabalho para incentivar a prática do ciclismo na cidade, o Grupo Pró-Ciclista, e tem como meta tentar aumentar o número o espaço para as bicicletas entre os carros. Atualmente, existem apenas 4,5 km de ciclovias. A idéia é que, com a criação de novas rotas, incluindo a Radial Leste e a Marginal Pinheiros, este número aumente para cerca de 50 km.

Apesar da intenção, na prática os ciclistas continuam tendo cada vez menos espaço nos congestionamentos da cidade. Em vez de aumentar, o número de ciclovias diminuiu em algumas regiões, como Pinheiros, por exemplo. A pista que existia na Avenida Faria Lima foi totalmente desativada e, no trajeto, foram instalados obstáculos como canteiros e grades.

O chefe de gabinete Hélio Neves reconhece que, apesar da pasta ter um grupo para impulsionar a prática de esportes, não resolve sozinha o problema. "A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente é altamente interessada e participa desse protesto, mas quem tem o papel mais importante é a área de transportes e as subprefeituras", resumiu. A Secretaria de Transportes foi procurada, mas a assessoria de imprensa da pasta informou que ninguém iria se pronunciar sobre o problema.

Fonte Daniel Santini, Globo.com , 06/12/2007